Sim, é possível viajar para Nova York com bebê

Quando optamos em viajar para Nova York com bebê já imaginávamos as dificuldades que iríamos encontrar para cumprir o roteiro da viagem.

Já conhecíamos a cidade e sabíamos o que nos esperava viajando com a Valentina e seus 1 ano e 3 meses.

nova york com bebê

Mesmo assim, nossa vontade de reviver todos aqueles momentos e passeios sensacionais era maior.

Com isso, compramos as passagens e começamos um planejamento detalhado para passar dez dias em NY com a Valentina.

Em seguida descrevo alguns pontos que achamos essenciais e será útil para quem deseja viajar para Nova York com bebê ou crianças pequenas.

No avião

Sem dúvidas, o voo é a parte da viagem que nos deixa mais apreensivos.

Mesmo utilizando uma série de “táticas” para tornar a viagem aérea tranquila para a Valentina e para nós, sempre ficamos na angústia para saber se tudo dará certo.

Nessa oportunidade viajamos com a companhia American Airlines e infelizmente não conseguimos reservar assentos preferenciais para utilizar o berço que eles disponibilizam.

Ao entrar na aeronave conversamos com os comissários de bordo e eles conseguiram realizar uma realocação de assentos e ficamos com quatro poltronas para nós três e assim a Valentina ficou com dois assentos para ela dormir.

nova york com bebê

A parte do sono nunca foi problema para ela, ainda mais em um voo noturno.

Uma mamadeira de 210ml mais um bico fazem ela dormir facilmente por 8 horas consecutivas.

Tempo necessário para ter uma noite tranquila até Nova York, se é que isso é possível em um voo de classe econômica.

Hospedagem e Alimentação

Pesquisamos vários locais que vendem comidas orgânicas para bebês em NY.

Você facilmente encontrará várias dessas comidas em redes como CVS e Walgreens, porém nossa maior preocupação era se ela não se adaptasse com essas comidas.

Então de início já tomamos algumas decisões. A primeira foi alugar um apartamento em vez de um hotel e assim dispor  de uma cozinha com fogão, geladeira e micro-ondas para preparar as refeições da Valentina.

nova york com bebê

Em segundo, foi levar macarrão, feijão e arroz integral do Brasil para não mudar a sua rotina de alimentação. Com isso, compramos frango e legumes em NY e a Carol fazia o almoço brasileiro e colocava na térmica para darmos durante os passeios.

De sobremesa dávamos as papinhas de frutas orgânicas da Gerber.

Locomoção

A melhor forma de se locomover em Manhattan é através dos metrôs que circulam por toda a região.

Grande parte dos passeios você fará caminhando, pois, a distância das atrações em um roteiro bem planejado são perto uma das outras.

nova york com bebê

Sabíamos que seria necessário um carrinho de bebê para a Valentina, pois os momentos de cansaço e sono são inevitáveis.

Também poderíamos utilizá-lo para levar as bolsas em momentos que ela não utilizasse o carrinho.

De início pensamos em comprar um daqueles carrinhos guarda-chuva que são vendidos em lojas de departamento, e seria mais fácil de transportá-lo no metro. Porém, no final resolvemos levar o nosso carrinho do Brasil, pois o conforto e a proteção proporcionariam um maior bem-estar para ela durante um soninho da tarde.

nova york com bebê

Dica: é inevitável o sobe e desce de escadas para entrar no metrô, e com carrinho de bebê e bolsas é uma dificuldade ainda maior. Então para minimizar isso, fique atento em alguns Subways (como são chamadas as entradas para o metrô) tem elevadores. Em seguida você pode utilizar a saída de emergência para entrar com o carrinho sem precisar fechar para passar na catraca. Assim, a Carol passava na catraca sozinha, abria a saída de emergência, pegava o carrinho e depois eu passava na catraca. Dependendo do horário e da linha do metrô você consegue entrar com o carrinho aberto tranquilamente no vagão.

Passeios

Existe uma série de passeios para adultos e crianças em Nova York.

Então nosso plano foi conciliar em um mesmo dia atividades onde pudéssemos ir em atrações imperdíveis e também separar um tempo para a Valentina brincar, correr e gastar energia em algum espaço seguro.

nova york com bebê

Geralmente fizemos isso em parques ou lugares abertos perto de atrações como Central Park, Estátua da Liberdade, Times Square, Metropolitan Museum, etc.

Conclusão

Sim, é possível viajar com bebê para Nova York, porém com ressalvas.

Todas essas dicas acima foram essenciais para conseguirmos cumprir o roteiro que havíamos planejado, mas um fato é inegável, no último dia da viagem estávamos exaustos.

Dez dias foi a escolha correta. Sinceramente, não teríamos mais forças para encarar mais alguns dias de viagem.

Toda rotina de preparar um dia de passeio em Nova York com bebê cansa bastante, porém em um balanço final foi muito compensador.

De início tínhamos dúvidas se valeria viajar para NY com a Valentina e hoje posso responder com toda certeza. Valeu muito a pena.

Temos um pensamento! Em uma viagem sempre damos o máximo e superamos nosso cansaço, deixando para descansar quando voltar para casa. Assim, não deixamos passar nenhum momento importante em branco.

Leia também:

Roteiro de 10 dias em Nova York com bebê e criança
O que fazer na Filadélfia: Bate-volta partindo de Nova York
Viajar com crianças: incrível e desafiador
O que fazer em Nova York com criança. 5 passeios imperdíveis.

Leandro Bolsoni

Leandro Bolsoni

Formado em Administração e Gestão em Tecnologia da Informação, é um entusiasta por viagens e todo planejamento que envolve esse entretenimento. Criador do blog Valentina na estrada, que tem o objetivo compartilhar informações de experiências obtidas em suas viagens em família.
Leandro Bolsoni

9 thoughts on “Sim, é possível viajar para Nova York com bebê

  1. Olá! Adorei o post…irei em outubro de 2018 com meus tres filhos, inclusive o menor com 1 aninho ….poderia me indicar o apartamento que ficaram?

    1. Olá Silvia, tudo bem? Que bom que gostou do artigo.

      Nós pegamos o apto pelo AirBnb, porém fui procurar agora e ele não está mais anunciado.

      Qualquer outra dúvida só falar.

      Abraços,

  2. Que legal o Blog! Muito útil, parabéns!
    O carrinho despacha? Minha bebe terá 09 meses, pensei em levar o bebe conforto, mas com a dica de vocês, acredito que levarei o carrinho maior

    Agradecida

    1. Olá Mary, ficamos feliz que gostou do Blog.

      Isso, o carrinho você despacha junto com as malas. Porém nós colocamos dentro de uma bolsa de pano e informamos que era um carrinho de bebê, assim eles despacham como frágil.

    1. Então, arroz e feijão nós levamos do Brasil. Lá compramos vegetais e carne. Em vários mercadinhos é fácil encontrar.

  3. Tb fui com bebê de 8 meses a Ny e sim, é muito possível e maravilhoso reviver lugares com meu bebê e apresentar a cidade maravilhosa a esposo e filhos, eu já havia conhecido sozinha com grupo de amigas

    1. Realmente foi sensacional Luiana. Pode ser que ela não entenda agora, mas futuramente vendo as fotos irá se maravilhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *