Festival de Balonismo em Torres: Roteiro de 2 dias na cidade

Esse ano finalmente conseguimos tirar do papel nosso desejo de visitar o Festival de Balonismo em Torres. Acreditem ou não, fazia cinco anos que queríamos realizar esse passeio e sempre ocorria um contra tempo em cima da viagem que nos obrigava a cancelar.

Porém tudo tem a hora certa para acontecer e esse momento se tornou mais especial, já que nessa oportunidade levamos a Valentina.

festival de balonismo em torres

Com o planejamento de passar o final de semana em Torres, aproveitamos para fazer um pequeno roteiro, que além de visitar o festival também conheceríamos outros pontos turísticos da cidade.

Como nosso check-in na pousada estava marcado para as 14h, resolvemos não pegar a estrada tão cedo. Saímos de São José/SC por volta das 08h30 e depois de uma parada no Shopping Pórtico em Criciúma, chegamos a Torres por volta das 11h50.

festival de balonismo em torres

Morro do Farol

Como tínhamos tomado café há pouco tempo resolvemos deixar o almoço para mais tarde e fomos direto conhecer o Morro do Farol.

festival de balonismo em torres

O local estava bastante movimentado, porém não tivemos problemas em conseguir uma vaga para estacionar o carro perto do farol.

Que paisagem sensacional! É um ponto privilegiado para observar a Praia do Meio, Praia da Cal e o Morro das Furnas.

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

É um ótimo local para levar uma cadeira de praia e ficar apreciando o visual e os voos de parapente motorizado.

festival de balonismo em torres

Os parapentes nos chamaram bastante a atenção, principalmente da Valentina, que não tirava os olhos de cada decolagem. Deve ser um passeio e uma sensação espetacular, mas me falta coragem, me falta muita coragem. Definitivamente, esportes radicais não são meu forte.

festival de balonismo em torres

Após conhecer esse belo cartão postal, fomos almoçar no centro de Torres, em um restaurante com boa pontuação em sites especializados, chamado Torre Grill. A comida estava ótima, com variedades em um ambiente bem agradável. Não pude deixar de experimentar o filé mignon ao molho de mostarda e a lasanha à bolonhesa.

festival de balonismo em torres

Nessa hora já tinha dado o tempo para realizar o check-in, e com isso, nos dirigimos para a Pousada Caminho do Mar. O ponto positivo da pousada é a localização próxima ao festival de balonismo, cerca de 7 minutos caminhando, porém a estrutura, a limpeza e o café da manhã deixaram a desejar.

Festival de Balonismo em Torres

Nesse momento a chuva não dava trégua e já estávamos preocupados que isso cancelasse a prova de balões que ocorreria no final da tarde. Felizmente, as nuvens foram se espalhando, a chuva parou e logo começou a surgir os primeiros balões no horizonte.

festival de balonismo em torres

Foi então que rapidamente colocamos a Valentina no canguru e fomos em direção ao parque onde estava a estrutura de competições do festival.

As arquibancadas estavam cheias e o público eufórico. Dava-se início a prova de tiro ao alvo, onde cada balão que se aproximava do parque tinha que jogar uma fita com o intuito de acertar o alvo no cento do campo. Alguns jogavam bem do alto e outros mais ousados se aproximavam do chão para fazer o arremesso.

Foi inacreditável ver os balões voando sobre nós, grandes e coloridos, preenchendo o céu, e nos proporcionando momentos inesquecíveis. A Valentina não tirava os olhos dos balões e com o dedo indicador apontava para o céu mostrando o quão fantástico era tudo aquilo.

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

Assim anoiteceu com os últimos balões chegando.

festival de balonismo em torres

Voltamos para a pousada ansiosos, torcendo por um domingo de sol para ver os balões no céu azul.
Não sabíamos exatamente que horas às provas começariam no domingo, então planejamos acordar cedo para tomar café e ir ao parque do festival.

Assim que acordamos, eu escutei um som não muito familiar na rua, quando abri a porta do quarto estava passando um balão bem acima da pousada. Eles já estavam indo em direção ao parque.

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

Fomos tomar café observando os balões pela janela. Em seguida nos dirigimos ao festival para ver os últimos balões que ainda chegavam. Uma pena que já estava no final.

Aproveitamos para visitar as lojas e comprar algumas lembranças.

festival de balonismo em torres

Morro das Furnas

Voltamos para a pousada a fim de arrumar as malas, fazer o check-out e seguir para o próximo ponto turístico, a praia da Guarita.

Porém como estava muito calor e a Valentina dormiu no carro, eu estacionei perto da praia do Cal e fui rapidamente olhar a paisagem e tirar algumas fotos. Caminhei até o Morro das Furnas e registrei algumas imagens da praia com o Morro do Farol de fundo.

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

festival de balonismo em torres

Em uma próxima oportunidade visitaremos o Parque Estadual da Guarita, bem como a praia situada nessa região.

Assim nós terminamos o passeio por Torres, com uma vontade imensa de voltar ano que vem. Então, um até breve!

Se gostou do artigo não deixa de compartilhar utilizando os botões ao lado.

Leandro Bolsoni

Leandro Bolsoni

Formado em Administração e Gestão em Tecnologia da Informação, é um entusiasta por viagens e todo planejamento que envolve esse entretenimento. Criador do blog Valentina na estrada, que tem o objetivo compartilhar informações de experiências obtidas em suas viagens em família.
Leandro Bolsoni

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *