Blogagem Coletiva: O que meu filho aprendeu viajando

Esse artigo faz parte de uma Blogagem Coletiva organizada pelo grupo “Viagens em Família“.

O tema definido através de uma enquete foi “O que meu filho aprendeu viajando“.

De imediato pensei em como eu iria adaptar esse tema para a Valentina com seus 10 meses de vida e aprendendo a dizer seu primeiro “dada”.

blogagem coletiva

Algumas viagens ela já fez, como Orlando e Miami na barriga da mãe e após nascer nos acompanhou em passeios por cidades na Bahia, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Mas a maior dificuldade estava em como transmitir em palavras tudo que ela aprendeu nessas viagens.

Foi então, que em um passe de mágica, ela nos escreveu essa narrativa!

“Olá pessoal, sou Valentina e nasci em uma família que adora colocar o pé na estrada.

Descobri isso cedo, pois quando tinha cinco meses, embarquei em um grande pássaro e partimos rumo ao calor da Bahia. Meu pai detalhou toda experiência do meu primeiro voo no artigo Primeira viagem de avião do bebê.

blogagem coletiva

Esse foi meu primeiro contato como viajante. Adorei!

Fiquei uma semana longe dos meus avós e senti saudades, mas por outro lado passei esse período bem juntinho dos meus pais, e então descobri que as férias são recheadas de momentos especiais, com muita diversão e alegria.

Foram muitas novidades. Tomei meu primeiro banho de piscina e no dia seguinte meu primeiro banho de mar. Eu estava me divertindo na praia, brincando na areia, jogando para cima e às vezes sem intenção eu levava à boca. Porém acho que meus pais não gostam muito de praia, pois em pouco tempo voltamos para piscina, sem motivo algum.

Mas para dizer a verdade, foi na piscina que eu realmente me diverti. Eu ficava mais tempo na água e com a ajuda da minha boia eu aprendi a bater pernas e percebi que meus gritos chamavam a atenção de todos ao redor da piscina.

blogagem coletiva

Quando não estávamos na piscina, estávamos passeando em meio às árvores, e o passeio sempre tinha uma pausa em uma pequena vila com casas coloridas, onde minha mãe adorava entrar em cada uma delas. O que tanto tinha lá dentro? Meu pai disse que eram lojas, mas não entendi muito bem para que servem.

blogagem coletiva

Nesses dias descobri que viagens cansam, e que mesmo eu querendo aproveitar o máximo do meu dia o sono não deixava e eu acabava dormindo bem mais cedo que o habitual. Poucas vezes consegui me manter acordada para jantar com meus pais.

Também aprendi que nossas rotinas mudam um pouco, principalmente a alimentação, porém como a fome não tem hora para chegar, minha mãe estava sempre preparada para me alimentar a qualquer hora e lugar.

blogagem coletiva

Passado uma semana, estávamos arrumando as malas para voltar para casa. O final da viagem nos deixa com saudades do que vivemos, mas estava feliz em voltar e passar o Natal com toda a família.

blogagem coletiva

Foi uma volta bem cansativa, com extensas filas nas estradas de Salvador, longas conexões e atraso no voo. Já fui aprendendo que essa parte da viagem não é nada divertido. Isso me deixou bem emburrada e chorei um pouco no avião. Nesse momento meu pai estava tenso, talvez por ficar imaginando como os outros passageiros encarariam isso, mas prontamente minha mãe o tranquilizou. Porém logo eu parei de chorar e resolvi dormir. Ao acordar, lá estava eu, sendo recebida pelos meus avós. Como é bom chegar em casa com essa recepção.

No verão em vez de viajar, meus pais resolveram passar esse período aproveitando as praias e atrações da nossa cidade. Acordávamos bem cedo e partíamos para Florianópolis. Conheci algumas praias, lagoas e parques muito legais e nos divertimos bastante.

blogagem coletiva

blogagem coletiva

blogagem coletiva

Logo nosso calendário de novas viagens se aproximava. Seriam passeios com o foco nas comemorações de Páscoa e faríamos essas viagens de carro. Era minha primeira Páscoa e a primeira viagem de carro, então era um momento de descobertas.

blogagem coletiva

Primeiro fomos à Pomerode. Visitamos uma festa de Páscoa muito legal. Vimos uma árvore enorme com muitas cascas de ovos e descobri que os coelhos são importantes símbolos dessa data. Também fiz meu primeiro passeio de trenzinho. Foi muito divertido!

blogagem coletiva

Em seguida fomos a um parque com muitos animais. Os adultos chamam de zoológico. Lá fiquei amiga de um pássaro muito bonito chamado tucano. Nesse passeio também ganhei meu primeiro balão à gás, e desde então, sempre que a vejo sinalizo ao meu pai, mostrando o quanto é legal brincar com ele.

blogagem coletiva

blogagem coletiva

No feriado de Páscoa, fomos a Gramado e Canela. Foi uma viagem longa, porém dormi tanto no carro que quando acordei já estávamos bem próximos.

O tempo estava bem chuvoso e peguei meu primeiro frio do ano.

Ficamos em uma pousada muito bonita e o dono foi muito legal deixando guardar minhas comidas no congelador, assim não perdi minha rotina de alimentação mesmo viajando.

As cidades estavam enfeitadas para a Páscoa com muitos ovos e coelhos, e os turistas lotavam as lojas de chocolates. Esse tal de chocolate deve ser muito bom, pena que ainda não posso comer.

blogagem coletiva

Os passeios foram bem divertidos. Conheci os parques temáticos Algum Lugar e Mundo a Vapor, onde andei de trenzinho, ganhei sapatos novos no passeio pelo centro de Gramado, andei no “cavalinho” do meu pai em volta ao Lago Negro e descobri como é fantástico passear de bondinho em meio à natureza.

blogagem coletiva

blogagem coletiva

Passado um mês voltamos ao Rio Grande do Sul, porém agora para visitar a cidade de Torres. Meu pai disse que iríamos ver o Festival de Balão e de imediato pensei que teria vários balões semelhantes aos que eu brinco. Porém presenciei algo inacreditável, eram grandes, coloridos, soltavam fogo e pessoas controlavam a sua altitude, onde ora estavam voando muito alto, ora estavam perto de nós.

blogagem coletiva

Lá eu aprendi a apontar com o indicador para o balão, e até hoje todas às vezes que meus pais perguntam onde está o balão eu aponto para os céus e deixo eles bem alegres.

Espero ano que vem voltar ao festival!

blogagem coletiva

Nesses dez meses de vida, descobri que existem viagens longas e curtas, que podemos viajar pelo céu ou por estradas, com diversos meios de transportes, e que todos eles nos levam a novos lugares, com muitas novidades, aprendizados e diversão. Meu pai também disse que podemos viajar pelo mar, mas ainda não tivemos essa oportunidade. Porém observando as conversas, acho que isso não levará muito tempo.

Nossa próxima viagem já tem data marcada e espero ansiosamente por esse dia. Até breve!”

~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~

Pessoal, essa foi a forma que encontrei para transmitir um pouco de como foi o primeiro contato da Valentina com as viagens e as suas descobertas e aprendizados nesses passeios.

Espero que tenham gostado e continuem nos seguindo. Em breve novos conteúdos e aventuras da Valentina na estrada.


Confira outras histórias de blogueiros que também participaram da Blogagem Coletiva:

Leandro Bolsoni

Leandro Bolsoni

Formado em Administração e Gestão em Tecnologia da Informação, é um entusiasta por viagens e todo planejamento que envolve esse entretenimento. Criador do blog Valentina na estrada, que tem o objetivo compartilhar informações de experiências obtidas em suas viagens em família.
Leandro Bolsoni

29 thoughts on “Blogagem Coletiva: O que meu filho aprendeu viajando

    1. Obrigado Solange. Realmente o sono não tem hora. Esse final de semana constatei isso com intensidade. Ela dormiu no ginásio do Ibirapuera em meio a gritaria da final do mundial de ginástica artística. Não tinha grito que acordasse ela. rsrsrs.

  1. Que amor! Aqui em casa somos fãs da Valentina e amamos as fotos de vocês passeando com ela por aí. Nós curtimos muito o festival de balonismo de Torres e, morando perto, vamos sempre que dá. Parabéns pelo post super fofo!

    Claudia
    @AsPasseadeiras

    1. Obrigado por nos seguir Claudia. Sempre estamos acompanhando as aventuras das passeadeiras também. =D. Quem sabe ano que vem nos encontramos no festival.

  2. Curti muito o post!
    Todas as fases que já vivi até agora com minhas meninas (com 9 e 12 anos) foram (e estão sendo) incríveis, mas confesso que lendo seu post bateu uma saudade de viajar com minhas “pitoquinhas”!
    Bjs!

  3. Ficou lindo o texto Leandro, super criativa a forma que você conseguiu nos contar sobre os aprendizados de Valentina. Aqui em casa não passamos por essa experiência de viajar com os meninos bebês. As fotos estão lindas.

    1. Muito obrigado Cynara, fico feliz que gostou. Realmente não foi fácil encontrar uma forma de transmitir esse conteúdo. É difícil termos uma percepção clara quando ela é tão pequena.

  4. Oi Leandro!
    A Valentina é muuuuito fofa!!!!
    Saudades de quando a minha moça era pequenininha!
    Muito original o jeito que você encontrou para relatar as percepções da Valentina!
    Aproveitem muito, pois o tempo passa muito rápido!
    Abraços!

    1. Obrigado Marcia. Realmente foi algumas horas pensando em como eu iria transmitir o conteúdo. Acho que deu certo! =D

    1. Obrigado Claudia. Realmente temos que aproveitar o máxima. Ela está com 10 meses e já estãou achando que está crescendo muito rápido. Calma! hehe

    1. Obrigado Susana. É verdade, por isso não deixamos de aproveitar cada momento principalmente nas viagens. =)

  5. Valentina, você escreve muito bem! Adorei ler suas experiências e saiba que você ainda tem muito tempo e mundo pela frente para continuar aprendendo e compartilhando!
    Adorei o post!
    Beijos!

  6. Que fofíssima a Valentina!!! Gramado é tudo de bom mesmo e mesmo tão pequetita já viveu seu primeiro perrengue de viagem com Salvador. Já entrou no ritmo! Bjs!

  7. que coisa mais fooooooooooooooooooofa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ela pode não entender muita coisa agora, mas tenham certeza que tudo está guardado em sua memória!!!!!!!!!!!!!!

  8. Valentina,

    Tia Fran amou a sua visão de como as viagens nos enriquecem. Tenho certeza que você nunca irá esquecer esses momentos lindos que passou grudadinha nos seus pais.

    E aos papais da Valentina. Parabéns pelo post. Amei!! Muito bom relembrar como eram as nossas viagens com bebê.

    Abraços para vocês

    1. Muito obrigado Fran. Acho que uma das mais valiosas heranças em ter um blog é poder voltar no tempo sempre que bater a saudade de algum momento e através dos artigos relembrar boas histórias.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *